IMC – Índice de massa corporal, veja como calcular

IMC é a sigla para Índice de Massa Corporal.
É uma medida internacional que serve para definir se uma pessoa está em seu peso ideal, abaixo ou acima dele.

É possível encontrar o resultado do índice fazendo uma conta que envolve a relação do peso de uma pessoa em quilos com a sua altura ao quadrado. Para a avaliação de um paciente individualmente, no entanto, ele pode ser falho por não levar em conta a composição desse peso corporal, que pode ser composto por gordura, músculos, água e estruturas ósseas.

Como calcular o IMC – Índice de massa corporal

O cálculo do IMC deve ser feito usando a seguinte fórmula matemática: Peso ÷ altura x altura. Ou seja, de forma mais simples, você multiplica sua altura por ela mesma e depois divide seu peso pelo resultado da última conta.

Por exemplo, uma pessoa com 1,70 m e 70 kg fará o seguinte cálculo:

  • Altura multiplicada por ela mesma: 1,70 x 1,70 = 2,89
  • Peso dividido pelo quadrado da altura: 70 / 2,89 = 24,22

Por tanto, essa pessoa tem IMC de 24. Logo esse valor é comparado com uma tabela que indica o grau de obesidade.

Tabela e resultados – IMC – Índice de massa corporal

A tabela a seguir indica os possíveis resultados do IMC, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, sendo que o IMC entre 18,5 a 24,9 representa o peso ideal e o menor risco de algumas doenças.

O IMC pode trazer os seguintes resultados:

IMCClassificaçãoPossíveis consequências
< 16Magreza graveInsuficiência cardíaca, anemia grave, enfraquecimento do sistema imunológico
16 a < 17Magreza moderadaInfertilidade, queda de cabelo, falta da menstruação
17 a < 18,5Magreza leveEstresse, ansiedade, fadiga
18,5 < 25SaudávelMenor risco para doenças
25 a < 30SobrepesoFadiga, varizes, má circulação
30 a < 35Obesidade Grau IDiabetes, infarto, angina, aterosclerose
35 a < 40Obesidade Grau II (Severa)Apneia do sono, falta de ar
> 40Obesidade Grau III (Mórbida)Refluxo, infarto, AVC, dificuldade de locomoção, escaras

Classificação

Cada faixa de IMC tem uma classificação diferente que vai de magreza grave a obesidade mórbida e cada uma pode trazer consequências diferentes para o corpo.

IMC de idosos

Quando a idade chega, a composição corporal muda: os músculos diminuem e o tecido adiposo aumenta. Por isso, o cálculo do IMC é igual, mas os resultados são diferentes em pessoas com mais de 60 anos. Veja abaixo:

< 22Abaixo do peso
22 < 27Saudável
27 a < 30Sobrepeso

IMC de crianças

As faixas de IMC para as crianças mudam de acordo com a idade e o sexo, e para orientar os médicos existem tabelas da Organização Mundial da Saúde (OMS) para fazer esse cálculo. No lugar de números, são usados percentis com base em crianças da mesma idade.

Percentis são medidas que dividem uma amostra estatística (nesse caso, as crianças de uma certa idade) em 100 partes por ordem crescente. Isso quer dizer que a criança mais leve de uma idade específica está no primeiro percentil, ou percentil 1, e a criança mais pesada está no percentil 100. Estar no percentil 35, por exemplo, é estar mais pesado do que 35% das pessoas desta amostra, mas abaixo dos outros 65%.

Por que o IMC é importante?

O IMC é importante pois é uma medida internacional usada para definir doenças sérias como a obesidade. Além disso, ela é de fácil aplicação, o que facilita diagnósticos, além de permitir que um médico elimine possibilidades de doenças, ou vá atrás de uma específica com base no resultado da conta.

Doenças da tireóide, por exemplo, afetam o peso, e a medida simples do IMC pode ser uma pista para elas.

O IMC tem precisão?

A precisão do IMC não é perfeita. Existem situações em que ele acaba sendo impreciso, como por exemplo com atletas ou falsos magros, que são pessoas com pouco peso, mas alto percentual de gordura corporal.

Qual é o IMC considerado ideal?

Para adultos, o IMC entre 20 e 22 indica a quantidade ideal de gordura corporal, e existem associações destes números de IMC com tempo de vida mais longo e menor número de doenças graves. Existe literatura que indica que essa é a faixa de IMC que as pessoas acham mais fisicamente atraente. Importante notar que o IMC 22 a 25 é igualmente associado a boa saúde.

Algumas pesquisas indicam que a o IMC que indica sobrevivência mais longa é entre 23 e 25.

Todos estes números ficam dentro da faixa de IMC considerada saudável para adultos.

Meu IMC não está saudável, o que fazer?

O jeito de ganhar ou perder peso não é um mistério. Qualquer alimento possui uma quantidade de calorias, alguns mais, outros menos. Se você gastar mais calorias do que consumir, você perde peso. Se consumir mais do que gastar, ganha.

Algumas pessoas têm o metabolismo mais rápido do que outras. Por isso, a dieta para cada pessoa deve ser diferente. Caso tenha dúvidas do que você deve fazer para ganhar ou perder peso, consulte um nutricionista.

Fontes: minhavidaminuto saudável

Saúde e Vida © 2019